O BÁLSAMO DE FERRABRÁS


A FAMÍLIA

S.Tino, era um homem de 76 anos, segundo ele todos muito bem vividos. Há talvez na alma desse homem arrependimentos, mas nada que ele não possa esconder e fingir que fez a aposta certa, sempre existe a mentira para tudo salvar, e matar.
Casou-se com D. Eli ainda muito jovem, e da mesma se tornou pai. Um período rápido de sua vida: namoro (proibido) , casamento (renegado) e filhos (amados) e para um rapaz de apenas 19 anos foi um excelente pai, terminando de crescer junto com os filhos.
A empresa da família de D.Eli, sempre deu muito lucro e garantiu a família certa estabilidade econômica. O namoro entre ela e S.Tino nunca foi aceito pela família que relutou a deixar a fábrica para ela, mas a mulher era filha única e naquela época jovem e bonita, os olhos vivos pelo começo da vida fizeram dela a herdeira que melhor cuidou daquele lugar, ela amava aquilo. Na época S.Tino pintava quadros, chegou a abrir um ateliê na casa em que ganhou dos pais, não deu muito certo, teve de ser fechado no ano seguinte mas nunca deixou de pintar. Todos os seus negócios faliram rapidamente. Assim, a vida foi levando, as crianças crescendo e a empresa de tecidos também.
Houve um tempo em que D.Eli ficou muito ausente na vida das crianças, passando grande parte do tempo na fábrica, cabendo a S.Tino a função de criá-los. Apesar da ausência, os momentos em que D.Eli ficava em casa eram os mais felizes, aproveitavam cada minuto; a vida era boa.
A mãe da Mariela se chamava Maria. Diz à lenda que a criança que nasce com o cordão umbilical enrolado no pescoço tem de receber esse nome para não morrer tragicamente, as lendas não sabem do futuro. Maria vivia grudada no irmão, eram gêmeos, o menino chamava-se Karl Engels por causa de S.Tino que tinha uma paixão pelo “socialismo e liberdade do povo perante o capitalismo moderno”, mas era popularmente conhecido por Eng. Não se pareciam muito só no rosto, a personalidade era oposta, talvez, por isso ,se davam tão bem, é claro que muitas vezes na porrada mas nada muito sério. Desapareciam juntos quando eram crianças, chegavam muitas vezes cortados, sujos. Nunca se soube aonde iam.
Com o tempo pararam de desaparecer. Maria casou-se e teve Mariela. Um ano depois de casada, descobriram um câncer no cérebro de seu marido, foi na noite em que ele morre que tudo aconteceu. Mariela ainda era um bebê de colo. Chovia aquela noite, Maria odiava chuva, nada de bom acontecia. Foi Eng quem deu a noticia da morte do cunhado, ela estava na casa dos pais. Primeiro ela chorou mas de repente começou a rir, D.Eli pensou que a filha estava tendo alguma espécie de surto na hora, principalmente depois que ela saiu da casa rindo e correndo na chuva dizendo que podia resolver as coisas, os que ficaram na casa se desesperaram sem saber o que fazer, até Eng sair dizendo que sabia onde a irmã tinha ido e foi correndo atrás dela na chuva, quando o irmão de Maria dobrou a esquina, correndo, foi assombroso o sorriso que ele tinha no rosto; os dois nunca mais voltaram. As buscas duraram meses e nenhum vestígio foi achado. A vida teve de seguir.
Passou-se algum tempo do acontecido, nessa noite o céu estava limpo e sem nuvens, a bebê Mariela dormia, D.Eli tomou remédios para conseguir dormir, não agüentava lembrar desde que tudo havia acontecido, mudou muito. S.Tino, esse dia, estava no escritório quando escutou um miado que vinha de longe, foi ver o que estava acontecendo. Olhou para a porta de vidro que dava para o quintal e surpreendeu-se com um gato que estava arranhando a porta para tentar entrar. Mais surpreso ainda foi quando ele percebeu o que o gato tinha na boca, era o medalhão de Maria, sua filha.
Abriu à porta, o gato entrou correndo na casa em direção ao quarto onde a bebê Mariela dormia e fez os mesmos movimentos que estava fazendo na porta de vidro, ficava arranhando igual a um cachorro quando quer passear. S.Tino olhava aquilo com curiosidade, e acima disso, surpresa. Pegou o gato e levou-o para o escritório, estava todo molhado e cheio de barro pelo corpo, não consegui parar de olhar para o medalhão na boca do bichano, agora não tinha dúvidas, era de sua filha, porque tinha o brasão da família da D.Eli gravado.
Colocou o gato no chão do escritório e tentou pegar o objeto mas o gato relutou, S.Tino agora forçava, e por fim, consegui o medalhão de volta. Ficou olhando para o bichano, imaginando onde ele havia conseguido aquilo. O medalhão estava na mesma situação que o gato, molhado e com lama por toda parte, intrigava a S.Tino porque foi um dia sem chuva, por outro lado, “não precisava estar necessariamente chovendo aonde o gato encontrou-o”, “mas onde ele achou?”,”onde?!” olhava do medalhão para o gato, nenhuma resposta lhe foi dada, muito menos chegou ele a alguma conclusão, e pela primeira vez depois de muito tempo S.Tino chorou. Guardou o colar e nunca contou a ninguém sobre aquela noite, sobre como conseguiu o gato e muito menos sobre o colar, pelo menos até aquele dia.

10 Response to "O BÁLSAMO DE FERRABRÁS"

  1. Amanda Says:

    Pkposkpoapsapk,miinha gata ta mtu feliz, ushuas, parece !!
    Mais realmente nós aki, estamos precisando de muiiita paciência !! L=

    Sim, realmente, existem muitas pessoas que fikam até mais sofisticadas de óculos, mais euu, haah, eu naum, :) E meu grau eh mtu forte, a lente fika um pokinho grossa.

    Ps: To acompanhando, acompanha o meu tbem !! Please' :)

    Beijus'

  2. Mila Says:

    Coitado do Licooooo kkkkk
    Meu esse gato deve ter ido direto para o céu.

    Ah e eu adoro metalica, adoro rock..que bandas mais vc curte?

    Beijusss

  3. Fraan Says:

    hahahaha,escuto um pouco da Amy, fã desse jeito nao sou,mas curto o som dela.
    Que historia arrebatadora,é só isso que eu tenho que dizer.
    Beijo ;*

  4. Fraan Says:

    Voce acertou de primeira. É por causa dela mesmo. Todo mundo fica me perguntando o porque do nome e esquece da Amy.

  5. Fernanda Says:

    tava passando por teu blog e vi uma foto dos Los hermanos
    vc gosta deles também?

  6. Mandy Says:

    Obrigadinha pelo seu comentário amore!

    Espero q goste dos post antigos do meu blog.

    Depois volto aki com mais calma!

    BjO.

  7. Amanda Says:

    Ah taa, deu certo siim !! :)

    Mais os meus seguidores e o "acompanhar esse blog" ta em baixo dos meu Awards, L= hehe

    Num sei pke mais meu blog anda meio loko ultimamente, uhsahusuahusa

    Beeijoo

  8. André Says:

    Fala Pessoal do Detesto Estudar...

    Primeiramente obrigado pelo selo "Prêmio Dardos", desculpa a demora pra responder, mas é que o tempo tava meio curto aqui...rsrs

    Gosto muito do Blog de vcs, e to passando 3 selos pra vcs lá no meu:

    http://www.midiaentretenimento.com/2000/10/selos.html

    Abraços.

  9. Gii Says:

    Impressionante, eu não consigo parar de ler rsrs.

    Mto bom, parabéns mesmo!

  10. sergio Says:

    Graças a www.tvhd.com.br a Sky nunca mais vai ver a cor do meu dinheiro