A Flor


Obrigado!
Muito obrigado por me protegerem
Muito obrigado por acabarem com minha diversão
Eu contei os meus motivos e vontades
Mas eles me disseram não! QUE NÃO!!!

Minha cabeça não é uma tabela periódica
E não tente achar um parafuso a menos, só há flor
Nem tente achar um pingo de lógica
A que tinha eu joguei fora, a liberdade é melhor

Eu não quero uma estatueta de fantoche do mês
Pra pendurar numa parede de hipocrisia
Ou um dedão positivo falando: Eu sempre acreditei!
Tomar seu chá de chavão me dá azia!
Eu vou buscar meus sonhos, foi pra isso que eu sonhei
Não tente querer me fazer enlouquecer! Pois não vou mais!
Cansei de ver a vida por entre seus vitrais

Não tenho medo nem da dor e nem da escuridão
Mas temo ficar só outra vez
Não há castigo maior que a solidão
Não vou ser aprisionado num sistema 4P
Onde não se pode questionar, só obedecer

A flor é...
A liberdade que me guia
E faz o preto-e-branco ganhar cor
Eu tenho cores como uma onda violenta
Quem sabe viver faz
Não apenas se lamenta

A flor é a luz. A única verdade que eu tenho

21 Response to "A Flor"

  1. Gilbamar Says:

    Um texto forte e explosivo como TNT, mas que esconde uma ternura implícita, uma emoção indizível.

    Seu blog é sempre uma deliciosa descoberta.

    Fraterno abraço do amigo Gilbamar.

  2. Haifrer Says:

    Esse poema foi uma mistura de coragem pra mudar e fazer acontecer e medo de ser rejeitado por isso 9

    Foi a impressao que eu tive

  3. Max Psycho Says:

    ae véio curti pra caraleo o texto, meus parabéns rapá

  4. Nanda Assis Says:

    bem legal.

    bjosss...

  5. Dri Viaro Says:

    lindo texto!!
    bjsss

  6. ...vdj... Says:

    Cool!

    []'s
    .
    .
    .

  7. E.Suruba Says:

    tá massa gato!
    bonito mesmo!
    o que é 4p?
    bjo

  8. Xana Says:

    Belo como sempre!!rs
    bju!!

  9. GueGue Says:

    Lindo texto mesmo!! parabpens! beijooss

  10. Ivi Derzi Says:

    Adorei o texto, me identifiquei muito!!
    Ah, obrigada pelo selo, vou postar já já!

    Beijão ;*

  11. Conde Vlad Drakuléa Says:

    Excelente texto, e viva a liberdade! Vivamos e deixemos viver!

  12. Lu Says:

    Nooosssaaa, linnndddooooooo!!! Parabéns!!! Por esta e outras é sempre bom passar por aqui! Beijos!!!

  13. 12:51(Felipe) Says:

    muito bom o texto..e ainda tem um desenho da Mcpherson!
    ^^
    muito massa!

  14. Drê Says:

    Obrigada pelo comentário no meu blog. Te aguardo no novo post :)
    Ri demaaais com uns vídeos seus. haha Nova seguidora. Bjs

  15. MorDax Says:

    meew, um dia a gente cresce e somos nós que jogamos as mesmas cartas na mesa. as mesmas regras. o jogo é o mesmo!
    sabe aquela musica, 'como os nosso pais'..

    a mais pura verdade. ;z

    mas sempre haveram as flores! *-*

  16. Sheila Says:

    ameeei o texto *-*
    parabens ;D
    adorei a foto do gatinho hahaha *-*

    sempre haveram flores..sempre...

    ;*

  17. Júlia Horta Says:

    Demorei um poco, mas emfim estou passando por aqui... Obrigada pelo comentário no meu blog, e que bom que se viu no meu texto, era exatamente essa e intensão!
    Ameeei o seu blog, de verdade... vou voltar mais vezes, prometo!

    Beijos

  18. Cackau Loureiro Says:

    Lembrei daquela música..." há flores por todos os lados..."

    Volteiiiiiiiii amigo, devida a correria ainda não visitei todos, mas cá estou e vê se não some!!Adoro seu espaço!!!

    Amei o gatinho da foto tbm!!!

  19. Ryan Says:

    quero ser seu psicólogo e desvendar esses mistérios todos presos dentro de você!

  20. Daniel Savio Says:

    Hah, este texto é em homenagem aos pais?

    Pois eu sei que eles cortam metade dos nossos prazeres (quando não totalmente)...

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de maldade e verdade.

    Pior que acabamos fazendo as mesmas coisas que os nossos pais.

    Fiquem com Deus, pessoa W.I.S e galera.
    Um abraço

  21. Patricia Says:

    amei o 'minha cabeça não é uma tabela periódica'

    beijo*